sexta-feira, 5 de agosto de 2011

A Imigração Japonesa para o Brasil e as Influencias da cultura japonesa no nosso País

Boa galera  vou falar um pouquinho hoje das influencias japonesas aqui no nosso país.


Todos sabemos, que todo país que recebe algum tipo de imigração em massa, acaba incluindo em suas rotinas um pouco da cultura dos imigrantes, e isso não foi diferente entre o Brasil e o Japão.

Atualmente o Brasil Comporta o maior numero de população japonesa FORA do Japão com aproximadamente 1,5 milhões de Nikkei ( Termo utilizado para denominar japoneses e seus descendentes fora do país).



O Japão estava superpovoado no século XIX. O país tinha ficado isolado do Mundo durante os 265 anos do período Edo (Xogunato Tokugawa), sem guerras, epidemias trazidas do exterior ou emigração. Com as técnicas agrícolas da época, o Japão produzia apenas o alimento que consumia, sem praticamente formação de estoques para períodos difíceis. Qualquer quebra de safra agrícola causava fome generalizada.

Com o Fim da era do Xogunato Tokugawa, o Japão passou por uma época de modernização abrindo suas portas para o mundo, se dava o inicio da era Meiji. Apesar da reforma agrária, a mecanização da agricultura desempregou milhares de camponeses. Outros milhares de pequenos camponeses ficaram endividados ou perderam suas terras por não poder pagar os altos impostos, que, na era Meiji, passaram a ser cobrados em dinheiro, enquanto antes eram cobrados em espécie (parte da produção agrícola).

Os camponeses sem terra foram para as principais cidades, que ficaram saturadas. As oportunidades de emprego tornaram-se cada vez mais raras, formando uma massa de trabalhadores miseráveis.

Contudo no Brasil a Situação era outra, Faltava mão de obra nas plantações de café paulistas.

Em novembro de 1907, o empresário Ryu Mizuno firmou um acordo com o Estado de São Paulo pelo qual seriam trazidos 3.000 imigrantes japoneses para trabalhar como agricultores. Este contrato pode ser considerado como o marco inicial da imigração japonesa para o Brasil.

Mesmo havendo outras “pré imigrações” a imigração japonesa para o Brasil só foi consolidada quando em 18 de junho de 1908 o navio Kasato Maru atracou no Porto de Santos, trazendo 165 Familias. Depois disso, varios outros navios atracaram no Brasil trazendo familias japonesas fujindo da miseria para trabalhar nos cafezais Brasileiros.

Junto com sua força de vontade e aptidão para trabalhar os japoneses trouxeram tambem sua cultura peculiar, seus habitos diferentes, sua educação e sua culinaria.

Muitos produtos agrícolas, como pepino, alface, maçã, caqui e pimenta-do-reino, foram aqui introduzidos pelos primeiros imigrantes. Nascida no Brasil, a Sakura foi criada pelo imigrante japonês Suekichi Nakaya nos anos 40. A YAKULT CHEGOU AO BRASIL EM 1966, A NISSIN E A AJINOMOTO SÃO EXEMPLOS DE EMPRESAS QUE “MIGRARAM” PRO BRASIL. O Nosso Miojo tradicional Lamen é uma invenção japonesa que é bem apreciada aqui nos trópicos.

Não só na comida mais também na arte, os animes estão mais populares que nunca no país, isso mostra como as invenções japonesas são importantes no nosso dia a dia.

O Mangá tornou-se popular no ocidente pela caracterização irregular de um detalhe oriental: Os olhos.

A principal influencia dos mangás nas HQs brasileiras foi à valorização dos olhos como ponto principal da expressão de uma personagem.

A influência do Mangá não se limita apenas às características estéticas da personagem, mas também às características estéticas da publicação impressa. Há hoje no Brasil diversas revistas em que o leitor necessariamente precisa ler de trás para frente. A história é paginada da direita para a esquerda e os quadrinhos são diagramados da mesma forma, a única coisa é que a história é escrita em português.

E os Jogos, como Mario Sonic etc. São japoneses, assim como vídeo games como o Super Nintendo e o Game Cube.
A Cultura japonesa está presente no nosso dia a dia. Não só a japonesa mais como a de todos os países que povoam essa mistura que se chama Brasil.
O Brasil tem como cultura a junção de varias outras nos tornando um País único.



Até o próximo post, espero que tenham gostado e bye bye.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário